ha-doencas-trataveis-cujos-sintomas-“mimetizam”-o-alzheimer

Há doenças tratáveis cujos sintomas “mimetizam” o Alzheimer

ha-doencas-trataveis-cujos-sintomas-“mimetizam”-o-alzheimer


Infecções urinárias, delirium e deficiência de vitamina B são alguns quadros que podem ser confundidos com demência Temos tanto medo do Alzheimer que qualquer mudança de comportamento de um idoso próximo faz disparar luzes de alerta. Embora toda alteração física, emocional ou mental mereça atenção, há doenças tratáveis cujos sintomas se assemelham a quadros de demência. Uma delas é a infecção do trato urinário, prevalente entre os mais velhos e combatida com antibióticos. Idosos apresentam menos sintomas – como febre, dor ao urinar e urgência em ir ao banheiro – mas podem ocorrer problemas como agitação, dificuldade de concentração, estado de sonolência, alucinações, além de perda de apetite, incontinência recente e até quedas. Medicamentos anticolinérgicos (anti-histamínicos, antidepressivos tricíclicos, remédios para Parkinson, entre outros) também têm o potencial de desencadear efeitos colaterais semelhantes a um quadro demencial. Entretanto, suspender o uso ou alterar sua dose só devem feitos sob supervisão médica.
Há doenças tratáveis cujos sintomas se assemelham a quadros de demência, como a infecção urinária
Farafira para Pixabay
A hospitalização de um idoso, principalmente em casos de cirurgia acompanhada do uso de anestésicos, é outra situação que pode desencadear delirium, que difere da demência. Ele costuma ocorrer de forma abrupta e há “gatilhos” para sua ocorrência.
Foi o que explicou o médico psiquiatra Jerson Laks, professor da Faculdade de Ciências Médicas da UERJ, quando o entrevistei: “o delirium ocorre em ambiente de rebaixamento da consciência, no qual o indivíduo fica obnubilado. A pessoa se mostra desorientada e apresenta lentidão de resposta a estímulos. O ambiente também influencia, se for pouco iluminado ou levar ao isolamento sensorial. Pode provocar ilusões e alucinações, mas há a possibilidade de o paciente ficar apático, meio grogue. Uma infecção, uma doença crônica ou a utilização de medicamentos com efeito no sistema nervoso central podem causar o delirium. No idoso, um quadro de anemia ou desidratação é capaz de deflagrar o processo, assim como uma infecção urinária ou pulmonar”.
Deficiências vitamínicas, especialmente da vitamina B12, são capazes de criar problemas cognitivos, ainda mais se o idoso consumir muito álcool e não tiver uma dieta alimentar apropriada.
Quedas sempre são preocupantes e pelo menos um em cada quatro indivíduos acima dos 65 anos cai anualmente. Mesmo que o episódio pareça irrelevante, bater com a cabeça pode formar um hematoma subdural – quando acontece um acúmulo de sangue entre o cérebro e seu revestimento externo, que é o crânio. Sintomas: dores de cabeça, náusea e vômitos, confusão mental, fala arrastada. É importante lembrar que um diagnóstico de Alzheimer só é dado depois de uma série de exames, realizados com o objetivo de excluir outras possibilidades. E quando uma pessoa é diagnosticada com algum tipo de demência, isso não quer dizer que a condição não demande acompanhamento médico por ser irreversível: na verdade, o paciente necessita de diversos cuidados para manter a qualidade de vida e sua dignidade.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Mais lidas

Receba nossas notícias

Cadastrar email

Sem spam, apenas notificações sobre as últimas notícias e artigos.

Ver mais notícias sobre:

Continue lendo

Posts relacionados

a-covid-virou-outra-doenca

A Covid virou outra doença

Nos países europeus onde essa onda de Covid que enfrentamos já passou, o pico de hospitalizações foi menor e mais curto do que em ondas